ALTERNATIVAS INTERESSANTES

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

REIKI BOM PRA CACHORRO



Ano passado, meu filho Henrique e eu nos propusemos a ampliar nosso trabalho com o REIKI direcionando-o para uma clientela diferenciada, os animaizinhos de estimação. 

Estávamos empolgados com as pesquisas sobre  REIKI em animais (leia mais aqui) e com os resultados surpreendentes que esta técnica proporciona aos bichinhos, porém, em função de seu tempo reduzido, eu acabei assumindo esses novos clientes. Atualmente, divido minha agenda entre pessoas e pets.



Esta é a Mel, "neta" de uma amiga, que fui visitar uma semana depois que ganhou os filhotinhos. Sofreu bastante com o leite empedrado. Além do REIKI, a Mel ganhou uma massagem nas mamas.




Semana passada fui chamada para tratar a Julie, uma schnauzer mimosa, que está internada em uma clínica e cujo diagnóstico foi confirmado hoje: leucemia. Estou triste, mas confiante, pois o REIKI está aí para minorar seu sofrimento, trazendo a ela um pouco mais de ânimo e melhorando sua qualidade de vida, dentro do possível.







O caso mais complicado que apareceu para tratamento é o do MAX, um cocker muito amado que tem epilepsia. Iniciamos o trabalho em junho/2012 e, em seis meses, os resultados são bastante animadores. Tanto que pedi para a Monica falar um pouquinho sobre o que ela está achando do tratamento do Max, para que eu pudesse partilhar com os leitores este grande benefício do REIKI. 

Com muita gratidão pelo depoimento da Monica, publico na íntegra o texto e as fotos que recebi.


"Eu recomendo o REIKI para animais. Para o Max, está dando resultado.

Me chamo Monica e vou contar a história do Max, meu Cocker, que hoje tem seis anos. Na nossa casa, somos eu e meu esposo Marcos, além da família Cocker: Snoopy de 12 anos, Brida, 8 anos e filha do Snoopy e o Max, de 6,5 anos e filho dos 2.

O Max, aos 2,5 anos, teve sua primeira convulsão. Quando aconteceu, não entendíamos o que era, até percebermos que ele estava tendo um ataque epilético. Imediatamente buscamos um veterinário e já iniciou com o Gardenal em Janeiro de 2009. Desde então, mensalmente ele tinha convulsões intercalando entre 1 a 5 por mês.

Foi então que começou a se agravar e em época de crise a única solução é internarmos, tendo que ficar hospitalizado a cada 3,4 meses para ser totalmente sedado, pois somente desta forma, a crise era controlada com um composto de medicação.

Iniciamos vários tratamentos com os melhores veterinários na área de Neurocirurgia, na tentativa de obter melhoras em sua saúde.
Atualmente, ele toma Gardenal (2 comprimidos de 100mg) e Brometo de Potássio (3 ml) a cada 12 horas. A medicação é um reloginho, diariamente no mesmo horário temos este compromisso com a medicação, caso contrário, as convulsões voltam. Independente disso, em época de crise, ele chega a ter mais de 20 convulsões em  menos de 24 horas.

 Há seis meses, após inúmeras tentativas de cura, fui indicada por uma amiga, para buscar um tratamento alternativo. Ela comentou sobre o Reiki para animais. Foi então que conheci, via internet, a Evelize Salgado, uma profissional séria, comprometida e apaixonada pelo que faz.

O Max está fazendo o tratamento com ela há seis meses, com sessões semanais e hoje já podemos perceber as significativas mudanças em seu comportamento, pois, antes, ele era um cão elétrico, só descansava quando estava dormindo e mesmo assim ele tinha alguns impulsos elétricos como se fossem choques nos nervos do corpo. Durante o dia, ele andava sem parar, de um lado para outro, como se tivesse alguma dor na cabeça e isto me angustiava muito, pois não sabia qual era o sentimento, se, de dor, ou simplesmente pelas crises que de alguma forma afetaram seu cérebro. Passamos anos por isso, convivemos, acompanhando junto aos veterinários, aumentando a dosagem da medicação, assim como a quantidade dos remédios diários e em época de convulsões, o que normalmente acontecia a cada 15 dias.

O que eu posso dizer hoje, é que ele está significativamente melhor, a Evelize tornou-se parte da vida do Max e também da nossa vida, minha e do meu marido, porque é visível a mudança tanto nas convulsões, quanto nas crises, que neste período de 6 meses ele teve 1 e não precisou ficar hospitalizado. Recomendo o Reiki a todas as pessoas e animais, e certamente quem escolher a Evelize, estará em ótimas mãos e o melhor de tudo é que ela vai à sua casa tratar o seu mascote.

Espero que eu possa ter ajudado e aconselho este tratamento.

Monica Rizzatti, proprietária de três Cockers e apaixonada por cães."

Abaixo algumas fotos:

1)    Este é o Max!                                            
                                                                             










 2) Com Evelize, em uma sessão de Reiki.











     3)  A família:                                                                                                





4) A vida normal:


Evelize Salgado