ALTERNATIVAS INTERESSANTES

sábado, 8 de maio de 2010

DESAPEGO DE MÃE

Sabemos perfeitamente que para seguirmos nosso caminho na senda espiritual, uma das mais importantes tarefas é praticarmos o desapego. Mas sabemos também que esta é uma das tarefas mais difíceis.

Desapegar-se é desprender-se não só das coisas materiais que adquirimos ao longo da vida, mas daquilo que queremos, que gostamos e que amamos.

Não é raro encontrarmos pessoas interferindo na vida de outras tantas com o intuito de "ajudá-las".

Vivemos invadindo o limite dos amigos e parentes tentando convencê-los a fazer o que é melhor para eles. E quando não concordam com nossas opiniões ficamos loucos, pois temos certeza de que se nos ouvissem, tudo daria certo.

Em relação aos filhos, então, nem se fala. Acabamos sempe querendo viver a vida de cada um deles, com a única intenção de protegê-los. Mãe nenhuma gostaria de ver um filho sofrendo, ou encrencado, nem ao menos triste, mas toda mãe acaba se entristecendo pelo inevitável. Todo ser humano passa por muitas situações desagradáveis ao longo da sua existência. Isso faz parte de seu crescimento.

Nós, mães, precisamos permitir que nossos filhos cresçam, mas principalmente precisamos permitir o nosso próprio crescimento. Complicado? Nem tanto.

Cada situação vivenciada deve ser um aprendizado, um passo avante na caminhada espiritual. Se não soubermos conter nossas emoções, equilibrar nossos sentimentos, estaremos retardando o propósito evolutivo que temos.

Aqui entra o desapego de mãe para dar lugar ao Amor de mãe.

É preciso proporcionar aos filhos situações para que assumam as rédeas de sua vida; para que encarem e resolvam seus problemas; para que encontrem na mãe o colo, o carinho, o apoio, o respeito e não a tábua de salvação, a obrigação da ajuda, a obrigação de ser mãe.

Quando mães e filhos sentirem-se unos, cada um compreenderá e fará a sua parte. Enquanto houver um relacionamento de posse, haverá obrigações e disputa de egos, e a estação da vida não encontrará a sintonia do amor.

Pensemos nisso e tenhamos todos um amoroso dia das mães.


Evelize Salgado

14 comentários:

Hod disse...

Belissimo texto Evelize.

Desejo que tenhas um Domingo repleto de alegria e contentamento.

Feliz Dia das Mães querida amiga.

Beijo Luz pra vc.

Alôha com muitas bençãos.

Lilah disse...

Lembro de nossas conversas sobre o tema...

M uita luz!
A qui... agora... lá...
E sempre acompanhar com o olhar essas doces almas que ajudamos a educar.

Beijos de irmandade!

Silvia Freedom disse...

Evelize querida,

Verdadeiramente um texto para sentir, ouvir, acolher, liberar...

Namastê.

Feliz Dia das Mães....

Salve!

Canduxa disse...

Querida Evelize,

Um texto que deve ser lido e relido por algumas mães e filhos até compreenderem a diferença entre amor e posse.

Uma mãe tem obrigação de criar e orientar o seu filho e de fazer com que ele se torne responsável e independente.
Uma mãe ama em qualquer situação e isso é uma bênção para qualquer filho.

Um grande beijinho para todas as mães e filhos brasileiros.

Um abraço cheio de paz e muita luz

alegria de viver disse...

Olá querida
Concordo em tudo. Meu filho tem 20 anos e graças a DEUS é um menino de ouro, sempre dei liberdade com responsabilidade, deu certo.
Feliz dia das mães.
Com muito carinho BJS.

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Evelize,

Concordo, conheço mães que tratam os outros como se estivessem tratando de seu filho. Ou seja, não cresceram, estão na idade dele. Isso não é nada bom... Mas, para argumentar esse lado "carente" (de falta), demoraria muito. Paro por aqui.

Muito esse foco de seu texto.

Beijos e Feliz Dia das Mães para você, junto a ela...

EVELIZE SALGADO disse...

Hod, querido! Obrigada pela visita carinhosa e também pela homenagem que dividi com tua mãe, lindo texto.

Lilah, pois é. O tempo passa... e vamos tentando...

Silvinha, para liberar!

Canduxa! O amor é este, único, recíproco... que saibamos aproveitá-lo.

Alegria, estas são as jóias mais valiosas!!!!

Ana, rezemos para que todas as carências sejam supridas. Mais almas, menos egos...

Amores, obrigada pela visita e o carinho!!!!

Eliane disse...

Evelize querida!
Realmente não devemos confundir amor com posse.Temos que educá-los e soltá-l0s para a vida.
Beijinhos e feliz dia das mães!

Astrid Annabelle disse...

Evelize! Boa noite!
Excelente texto...
A questão que você coloca muito bem é a invasão com a intenção de ajudar!
Espero que tenha tido um belo e feliz domingo...Dia das Mães!
Um beijo
Astrid Annabelle

EVELIZE SALGADO disse...

Eliane!
Amar, amar, amar e deixar que sejam os donos de suas escolhas.

Astrid, é errando que se aprende.
Meu domingo foi maravilhoso, com os filhos na minha volta POR AMOR!

Binhos e boa semana!

Anônimo disse...

Muito interessante seu texto...chegou na hora certa... estou mesmo presisando praticar esse desapego... e um pouco sem rumo... Obrigada

Jane

EVELIZE SALGADO disse...

Jane, nosso rumo é o AMOR.
Apenas ama, sem julgamentos, sem expectativas, sem culpas...
Solta as amarras, deixa ir, deixa acontecer...
Apenas AMA!

Beijo na alma e muita LUZ!

DULCE disse...

EVELIZE, GOSTEI MUITO DESSE TEXTO É MUITO LINDO E VERDADEIRO. FELIZ DIA DAS MÃES. BEIJOS. DULCINETE

EVELIZE SALGADO disse...

Dulce, que bom que gostaste. Sei o quanto é difícil, mas necessário.
Soltar, deixar ir e amar, amar, amar.

Um grande beijo!!!! Luz!!!!