ALTERNATIVAS INTERESSANTES

quinta-feira, 23 de abril de 2009

SÃO JORGE E NÓS


Passando pelo blog da Priscila - http://pcnaturalmentecultural.blogspot.com/ - encontrei este texto.


São Jorge nasceu na Capadócia no ano de 280. No final do século III, o cristão Jorge trocou a Capadócia, na Turquia, pela Palestina, vindo a ingressar no exército de Diocleciano. Jorge logo se destacou, sendo elevado a conde e depois a tribuno militar. Tudo ia bem, até que as perseguições aos seguidores de Cristo reiniciaram. O rapaz não quis negar sua fé, fazendo com que Diocleciano se sentisse traído. O imperador, então, condenou-o às mais terríveis torturas. E Jorge consegiu vencer a todas elas. Suportando uma dor atrás da outra, o filho da Capadócia suportou as lanças dos soldados, permaneceu firme sob o peso de uma imensa pedra, obteve a cicatrização imediata das navalhadas que recebeu e resistiu ao calor de uma fornalha de cal. A cada vitória sobre as torturas, Jorge ia convertendo mais e mais soldados. O imperador, contrariado, chamou um mago para acabar com a força de Jorge. O santo tomou duas poções e, mesmo assim, manteve-se firme e vivo. O feiticeiro juntou-se à lista dos convertidos, assim como a própria esposa do imperador. Estas duas últimas "traições" levaram Diocleciano a mandar degolar o ex-soldado em 23 de abril de 303. Conta-se ainda que o bravo militar matou um dragão para salvar a filha do rei de Selena e todos os habitantes desta cidade Líbia. Lenda ou realidade, o fato é que São Jorge nos lembra que todos nós temos algum desafio a vencer nesta vida, seja o nosso orgulho, o nosso egoísmo ou mesmo problemas que nos afetam no dia-a-dia. Como ele, devemos permanecer fortes e corajosos, independentes dos desafios que a vida nos traga. Assim, como Jorge, havemos de vencer.


Fui obrigada a copiá-lo, afinal São Jorge é nosso padrinho, meu e do maridão.




Hoje, faz 13 anos que nos conhecemos. Foi no aniversário de um amigo, o Jorge, que já não está mais por aqui, mas que guardamos com muito carinho em nossos corações.




Pois é, mas voltando ao texto, depois da leitura descobri porque nosso amor está cada vez mais vivo e mais forte. Com um padrinho desses, não há desafio que não possa ser vencido. E olhem, foram muitos. Em outros tempos...talvez...não tivéssemos sobrevivido à metade.




Salve, Jorge!!!!!!!




Evelize Salgado

3 comentários:

BRUXINHA disse...

Eve, tivemos que rir com teu comentario, pois foi o que mais pintou lá em casa quando manifestei o desejo d eganhar as telas da Renata, a Francine ficou morrendo de ciumes ! Disse que tb faz bonito assim hehhehehehe. Então um consolo , se eu não ganhar as da Renata , pelo menos posso pedir a minha artista particular que faça pra mim. hhehehhe bjs Leila

liselote heidner disse...

Pois é isso mesmo São Jorge e o Jorge suportaram muitas dores e sempre ajudaram as pessoas até acho que São Jorge veio nesta época em Jorge para reviver este desbravador.
Assinado a esposa (dinda)

Priscila Zanutti disse...

Lindo o comentário e a história é de se acreditar em amor verdadeiro, parabéns pela história. São Jorge é meu santo de devoção e minha inspiração para aguentar os tombos que a vida me dá. Pode copiar sempre que quiser as coisinhas que te agradarem e adorei a dica do floral, parece que vc leu meus pensamentos, eu ia perguntar p/ vc assim q tivesse oportunidade, tambem quero uma dica pra insônia e hiperatividade e como usar hehe sou abusada eu sei, mas fazer o quê...É meu jeitinho...Bjs querida